O IMPACTO DO AUTOCONHECIMENTO NA LIDERANÇA

Muito se fala sobre a importância do autoconhecimento na vida e na carreira simplesmente porque é a única forma de elevar o patamar de consciência, de autoestima e consequentemente, de melhor performance. E, se ampliarmos isto para Liderança, não há como ser um bom líder no mundo corporativo sem saber exatamente o impacto de sua forma de funcionar nas pessoas que estão ao seu redor. Sem dúvida alguma, os líderes são, ou deveriam ser, os primeiros a darem seus próprios exemplos de entrega pessoal, para se submeterem a uma análise de sua forma de se comportar. Se eles fizerem a sua parte, certamente os seus liderados se sentirão encorajados para se entregarem também ao processo de autoconhecimento e de mudança. O bom líder além de um amplo conhecimento técnico deve buscar conhecer a si mesmo, mergulhando dentro de si, na busca de respostas que o levam a adotar determinadas reações. Isto porque o autoconhecimento nos faz compreender a respeito de nossas reações diante de determinada situação, tornando-nos capazes de fazer escolhas mais conscientes, que nos levarão há uma satisfação e sentido de vida cada vez mais significativo e satisfatório. Nestes tempos de adversidades, stress e burn out, buscar o desenvolvimento emocional e autoconsciência propicia uma condição de lidar com estas situações e principalmente preservar e alavancar o nosso potencial. As corporações e as pessoas têm buscado alternativas para trabalhar o lado comportamental e uma das vertentes é investir no autoconhecimento. Um líder com bom autoconhecimento sabe responder perguntas como:

– Que tipo de pressão ou clima eu crio ao meu redor?

– Como líder, procuro reconhecer minhas falhas?

– Tenho conhecimento dos meus pontos fortes e fracos?

– Quando acordo de manhã e me olho no espelho, vejo a pessoa que eu gostaria de ser?

– Eu reconheço que os meus liderados tem potencial limitado e por isso lido bem com as minhas expectativas e evito frustrações?

– O que me levou a me irritar? O que me levou a criticar? Consigo comunicar com clareza?

As perguntas acima auxiliam a manter um nível apurado de consciência de nossos estados interiores e principalmente, saber fazer a gestão destes estados. Veja algumas dicas para desenvolver o seu autoconhecimento:

– Esteja aberto a se conhecer e buscar feedbacks de terceiros.

– Procure se informar sobre ferramentas que propiciem o autoconhecimento.

– Faça Coaching ou Terapia.

– Responsabilize-se pela própria vida.

– Conheça e utilize competências positivas.

– Conheça e administre suas limitações.

– Entre em contato com seus sentimentos.

– Identifique suas intenções e preste atenção em seus atos.

O autoconhecimento é fundamental porque as características pessoais influenciam diretamente no alcance do sucesso, seja profissional ou pessoal. E certamente o Autoconhecimento pode alavancar sua Liderança! Então, sinta-se motivado a se conhecer!  

Por Susane Zanetti

Os 3 Papéis dos Líderes Campeões! Passo 3

Podemos falar em 3 estilos de liderança:

1) Inspirador: saber conversar, incentivar, apontar para o futuro. Questiona a equipe sobre o que ela vê para o futuro da empresa. Pergunta mais do que fala. Escuta, pondera e incentiva. Motiva e, acima de tudo, capacita! Ajuda o outro a assumir suas responsabilidades, a descobrir sua própria autonomia.

2) Gestor:  é um administrador em essência. Analisa a estratégia. Sabe  exatamente como funciona a empresa e todas as suas áreas. Possui uma organização, um sistema para monitorar todo esse funcionamento. Entende de estatística, horários, normas (não pode ser um caos) para se chegar aos resultados desejados. Mantém essa ordem.

3) Chefe: dá ordem com firmeza e clareza. Precisa disso para guiar a equipe. Existem momentos em que o líder precisa ser quase um ditador, senão a equipe se perde.

Possuir apenas um dos estilos não significa liderança. Um verdadeiro Líder campeão é capaz de alternar entre esses três padrões, dependendo de cada momento (aqui cabe o bom senso).

Boa sorte! Boa Liderança!